O que será que será?


538661_400590613355601_386889721_nA questão vai além. Diante da pobreza ainda existente no Brasil, o voto pode ser comprado. E vem sendo comprado. Um governo populista e assistencialista produz nos assistidos a troca das bolsas pelo voto.
Por: reginacosta@uai.com.br

O movimento nas ruas continua, mas uma pergunta insiste: como se reverterão em realidade concreta os protestos e reivindicações populares? Como se materializarão os nossos anseios por um Brasil melhor? Ninguém sabe, mas que este possa ser um momento de reflexão em que tenhamos espaço para a invenção de saídas para os problemas infraestruturais que enfrentamos.
bolsa_familia_charge01
Uma aposta assim requer tempo, além de espera vigilante para que todo o movimento não caia no vazio e não adormeça até que se veja, realmente, serem cumpridas as promessas de pacto feitas pelo governo. Como sabemos, é prática usual de nossos políticos a promessa não cumprida.

A democracia, além da participação popular, precisa de controle. Não é permitido esquecer o desejo. Não é permitido retroceder à alienação vivida nos últimos anos diante da atitude de nossos “representantes”. Não é permitido ao cidadão se vitimar ou cair no desamparo. Ao contrário, é preciso exigir direitos e exercer a cidadania.
images
Ninguém pode dizer qual é o melhor sistema de governabilidade. O atual, com certeza, não representa a vontade do eleitorado. Se um governo sem partidos corre o risco de se tornar ditadura, então um governo com partidos deve representar de fato a vontade popular ou igualmente pode ser entendido como ditatorial.

A questão vai além. Diante da pobreza ainda existente no Brasil, o voto pode ser comprado. E vem sendo comprado. Um governo populista e assistencialista produz nos assistidos a troca das bolsas pelo voto. Ademais, como pode um detento, um viciado em crack e a família bolsista receberem mais que um trabalhador cujo salário mínimo é menor do que o benefício das bolsas?

O desejo de corrigir injustiças históricas é válido, mas não se limita à distribuição de bolsas. É preciso pensar como elas serão retiradas, o que será das pessoas que dependem exclusivamente delas para viver. Estão correndo atrás de salário para cancelar o direito ao benefício? Estarão acomodados nessa assistência?

Podemos retificar erros passados por meio da oferta de excelentes serviços de saúde e de educação, tornando a escola o pilar da retificação do passado, aumentando a oferta de empregos e criando oportunidades.
Assim, não veríamos pessoas aproveitando atos democráticos para fazer vandalismo. Os vândalos, bandidos oportunistas e depredadores do patrimônio da cidade – atitudes destruidoras da civilização – refletem a realidade da educação e a falha na transmissão tanto de condições mínimas de vida digna quanto de princípios éticos, porque a vida na carência os desmente.
bolsa-familia-2010
Não digo que bandidos venham apenas da pobreza – vejam os colarinhos brancos! –, pois muitos pobres lutam com dignidade pela vida, mas a carência de palavras de amor, somada à humilhação, pode, sim, gerar revolta.

Ao contrário, a corrupção e a distância entre o político e o eleitor – tão ignorado quanto ao que deve ser representado como veículo da democracia – fazem um buraco enorme. O cidadão não recebe atenção e se torna alvo fácil da marginalidade, identificando-se a um resto social.

Doar bolsas não é tão interessante. Ganhar nos torna indolentes. É preciso trabalho e empenho na conquista da vida. A “mesada” nos acomoda e mortifica, possibilitando a dependência demonstrada recentemente pela corrida aos bancos gerada por boatos de que a Bolsa-Família deixaria de ser paga. A dependência não seria outro crime histórico? Quando deixarão de dar, passando a valorizar e realmente oferecer estudo de qualidade e condições de trabalho, curando de fato os problemas sociais?

Atualmente, não se distribuem cestas básicas em troca do voto. No caso do bolsista, o voto se torna vinculado, deixa de ser livre exercício da democracia. É bom ver que a sociedade não se engana e protesta, insatisfeita.

>> reginacosta@uai.com.br
##########################################################################################################################
00 - Eus-R Doação de Sangueimg_doar_sangueEus-R 01

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: