Cuidado com o Cuidador!


Dependência 01Entender sobre os efeitos das drogas é importante, mas deve-se observar a individualidade, cada um apresenta uma relação única com a droga, “o melhor informante é o usuário”
Yone Monteiro*Por: Yone Maria Monteiro da Costa

Quando comecei a trabalhar com usuários, abusadores de drogas e dependentes químicos, há 20 anos, deparei com familiares, amigos e colegas de trabalho que desconheciam totalmente o que é a realidade do uso e abuso de drogas. A frase que mais ouvia era: ”Nunca vi droga nenhuma na minha vida”. Face a esta realidade me empenhei em acompanhar aqueles que se denominam” cuidadores” do problema, afinal para auxiliar, acompanhar uma pessoa com problemas relacionados ao uso ou abuso de drogas, é preciso algum conhecimento sobre a questão.
A dramatização excessiva se dá num primeiro momento, quanto à denominação do que é droga, pois há ainda uma tendência para classificar como drogas apenas as ilícitas, como a maconha, cocaína, crack, ecstasy, etc. (… de arrepiar os cabelos!), absolvendo de culpas o álcool, o tabaco e os medicamentos usados de forma abusiva (… uma taça de vinho faz bem para o coração!). Despreconceitualizar é a palavra de ordem, porque o discurso não funciona na hipocrisia:”Teu exemplo grita tão alto aos meus ouvidos que não consigo escutar o que você me diz”.Os estudos recentes revelam que o abuso de substâncias lícitas é muito maior do que de ilícitas, não se fala mais em drogas leves e drogas pesadas e sim, uso leve ou uso pesado.
Entender sobre os efeitos das drogas é importante, mas deve-se observar a individualidade, cada um apresenta uma relação única com a droga, “o melhor informante é o usuário”
Dependência 00
Mas, mais importante do que seus efeitos e conseqüências fisiológicas do uso ou abuso de drogas, são os comportamentos que o usuário aprende para proteger esta relação que estabelece com a droga (.. ”não vivo sem minha… cervejinha-macoinha-rivotril-etc”), e estes comportamentos geram reações nos envolvidos com o sujeito (familiares, amigos, colegas de trabalho e clientes, vizinhos, ou seja, todos na sociedade) que se tornam, muitas vezes, mantenedoras do ciclo do abuso. ”A mentira é constante onde há intolerância à verdade”, não adianta querer saber o que acontece se tem uma visão repressora e atitude de rejeição.
Aquele que quer realmente ajudar a melhorar a qualidade de vida do outro, deve antes de tudo, avaliar a sua qualidade de vida, a sua relação com drogas ou comportamentos compulsivos (compras, jogos, sexo, amor, trabalho, comida, ginástica, estética, falar da vida dos outros…), enfim, buscar primeiro seu equilíbrio para que a ajuda seja mais eficaz, sem que haja prejuízo pessoal na tarefa da assistência, pois o uso, abuso e a dependência química afeta todos ao redor do usuário. Sair do papel de vítima é um passo importante, entender que pode adoecer sem que isto resolva o problema.Assumir a culpa por uma escolha que é do outro e que começou pela busca de prazer e não somente fuga dos problemas.O cuidador sem orientação adequada fica , muitas vezes, pior do que o sujeito-problema, usa medicamentos de forma abusiva, e outras drogas também, como o álcool, tabaco, se tornando uma “bomba-relógio”mais perigosa que o usuário, por não estar buscando os mesmos efeitos, ou seja, efeitos do prazer.
O melhor a fazer é buscar apoio, orientação e tratamento com aqueles que realmente lidam com a questão, boas intenções não ajudam, pior, atrapalham as chances de ajudar o usuário a assumir as conseqüências negativas que seu comportamento.
Dependência 02
Existem grupos de auto-ajuda e de orientação especializada de várias frentes de atuação, tratamento psicológico e psiquiátrico, de acordo com cada caso. O melhor tratamento será aquele com o qual você se identificar, só não deve atuar sozinho.
*Yone Maria Monteiro da Costa
Psicóloga Clínica especialista em Dependência Química, Compulsões e Codependência
Coordenadora de Grupos de Familiares e Codependentes desde 1993
Associação Fazenda Renascer
ABRAÇO
Palestrante e Professora de Capacitação em Prevenção ao uso e abuso de drogas
Tel: (31)99932554

################################################################################################################################
00 - Eus-R Doação de SangueEus-R 01

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: