Assédio moral no trabalho


resize.aspA sua prática pode ser compreendida por toda e qualquer conduta abusiva que se estabeleça de forma repetitiva e prolongada, expositora do trabalhador a situações que lhe ocasionem dano à personalidade, à dignidade ou à integridade física ou psíquica, resultando na degradação do ambiente de trabalho e até mesmo no término da relação de emprego.
Por: Flávio Augusto Santiago Baptista Saliba
Bacharel em direito, colaborador no Escritório F. A.S Assessoria Jurídica
Publicação: 26/04/2013 04:00
O assédio moral no ambiente de trabalho não é um fenômeno relativamente novo, sendo a prática considerada por muitos estudiosos tão antiga quanto o próprio trabalho. Nos últimos anos, tal fenômeno resultou em um significativo aumento do número de reclamatórias trabalhistas ajuizadas em todo o país, sendo as suas hipóteses, em números, equiparadas às dos litígios de acidentes de trabalho. Hoje, estima-se que cerca de 36% da população brasileira economicamente ativa sofra esse tipo de violência, contra 16,3% dos trabalhadores do Reino Unido, 7,3% da Alemanha e 4,2% da Itália.
leis-que-coibem-o-assedio-moral-no-ambiente-de-trabalho
A sua prática pode ser compreendida por toda e qualquer conduta abusiva que se estabeleça de forma repetitiva e prolongada, expositora do trabalhador a situações que lhe ocasionem dano à personalidade, à dignidade ou à integridade física ou psíquica, resultando na degradação do ambiente de trabalho e até mesmo no término da relação de emprego.
561969_633621049985752_65786258_n
É também caracterizado pela “inação compulsória”, situação em que o superior hierárquico, propositadamente, adota a conduta de não repassar tarefas ao seu subordinado, proporcionando-lhe a ociosidade. Classifica-se o assédio moral, que pode ser individual ou coletivo, em “horizontal”, ocasionado por colegas de um mesmo grau hierárquico; “vertical”, em que o subordinado sofre o assédio de seu superior direto, e “vertical ascendente”, onde um subordinado se dirige imoralmente ao superior.
Assedio moral no trabalho www_rutoska_com
Apesar de ainda não tipificado no ordenamento jurídico brasileiro, existem em âmbito municipal cerca de 80 projetos de lei sobre o assunto. Na esfera federal, destacam-se o PL 5.970/01, que objetiva a introdução de disposições aos artigos 483 e 484 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e o PL 4.960/01, com a intenção de tipificar o crime de assédio moral no trabalho a partir da inclusão no Código Penal brasileiro do artigo 136-A, cuja redação é a que se segue: “Depreciar, de qualquer forma e reiteradamente, a imagem ou o desempenho de servidor público ou empregado, em razão de subordinação hierárquica funcional ou laboral, sem justa causa, ou tratá-lo com rigor excessivo, colocando em risco ou afetando sua saúde física ou psíquica”.
Assédio-Entre-Colegas-de-Trabalho-O-que-Fazer-02assedio-moral-trabalho-vivamais-355files_3985_20111202123924f312
A Justiça do Trabalho, na ausência de norma reguladora, em um julgado considerado como o leading case do fenômeno no Brasil, pelo TRT da 17ª Região, no Espírito Santo, considerou: “A tortura psicológica, destinada a golpear a autoestima do empregado, visando forçar sua demissão ou apressar sua dispensa através de métodos que resultem em sobrecarregar o empregado de tarefas inúteis, sonegar-lhe informações e fingir que não o vê, resultam em assédio moral, cujo efeito é o direito à indenização por dano moral, porque ultrapassa o âmbito profissional, eis que minam saúde física e mental da vítima e corrói a sua autoestima. […]”. (RO 1315.2000.00.17.00.1, Ac. 2.276/2001, relatora juíza Sônia das Dores Dionízio, DJ 20/8/02).
Assedio-2image002mobbing4

Por: Juíza Sônia das Dores Dionízio
################################################################################################################################
00 - Eus-R Doação de SangueEus-R 01

Uma resposta

  1. Conheça e faça parte do blog “Assediados”.
    http://www.assediados.com
    Um espaço onde vítimas de assédio ou dano moral podem relatar suas histórias, compartilhar experiências, e buscar caminhos para tornar o ambiente de trabalho um espaço seguro, onde seres humanos sejam tratados com o respeito e a dignidade que merecem. Um espaço onde você encontrará informações atualizadas sobre Assédio Moral no trabalho.
    “Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: