Arte com atitude


Belo Horizonte vai bombar com o Palco Hip-Hop, de hoje a domingo, em diferentes pontos da capital mineira. Entre as atrações, o rapper Emicida, DJ Joseph e Monge MC
“O hip-hop começou como um movimento de valorização da periferia por meio da arte. E sempre envolvido com pessoas de atitude, da região, que se preocupam com o meio.” A lembrança é do veterano DJ Jospeh, ao comentar o Palco Hip-Hop, evento que começa hoje e vai até domingo, no Barreiro, Centro e Bairro Serrano, com shows, oficinas de grafite e reciclagem, debates e palestras.

Essa é a segunda edição do evento este ano. A primeira, em março, atraiu mais de 1,5 mil pessoas ao Morro das Pedras. O objetivo é promover a cultura hip-hop e os artistas que mobilizam as comunidades. A programação também faz parte do FAN (Festival de Arte Negra). “Por isso é uma ação de suma importância. É o momento em que o hip-hop assume a função social dele” diz Joseph.

Movimento
“A relação do hip-hop com a diáspora negra”, “A pichação e o grafite na cidade” e “A moda e o hip-hop” são alguns dos temas dos debates. Uma workshop de dança urbana, oficinas de grafite, reciclagem e dança de rua, sarau de poesia e shows estão na programação que é quase toda gratuita e acontece em diversos pontos da cidade, como o Cento e Quatro, no Centro; a Escola Estadual Rodrigues Campos e a PUC, no Barreiro.

O ápice do evento fica mesmo para o domingo. No show de encerramento, está confirmada a presença do rapper paulista Emicida. Haverá também apresentações dos DJs Nedu Lopes (SP), Roger Dee e Joseph, Monge MC, Arte Favela, CDR Tricaments, Duelo de MCs, Arezona e Brother Soul.

Uma das atrações do encerramento, Monge MC é apontado por DJ Joseph como um dos melhores MCs de BH. Ele está envolvido na cultura hip-hop para além da música. Começou como grafiteiro. “Tentei também dançar, mas não tenho habilidade”, brinca Monge MC. “Mas uma coisa que faço muito é estudar os elementos do hip-hop. Mas praticar mesmo, atualmente, só como MC”, conclui.

Quando subir ao palco, Monge MC vai lançar seu primeiro trabalho solo, o EP Volume 1, parte do projeto Caminho de Zion, que traz a cultura hip-hop em imagem e som. Depois do EP, o projeto ainda pretende lançar um mangá, produzido pelo artista Anjo, da Fábrica de Sonhos, e um livro. “Cada música é uma história e vira um capítulo desse quadrinho. Essas histórias também serão contadas em histórias escritas, independente do mangá”, avisa Monge MC.

Na apresentação de domingo, Monde MC vai convidar ao palco o DJlb, que sempre o acompanha, e a galera do Spinforce Crew para dançar, além de outros amigos cantores, cantoras e MCs. Para Monge MC, o evento também é importante. “Algumas ações do Palco e da Família de Rua têm sido essenciais para o crescimento e desenvolvimento do hip-hop na cena cultural da cidade. A edição do ano passado tinha 7 mil pessoas num espaço aberto, no Barreiro. E sem confusão nenhuma. Isso é muito importante para a própria cidade entender o pessoal do hip-hop”, garante Mango.

Na atividade desde 1974, como parte da turma que organiza o Quarteirão do Soul, DJ Joseph brinca que vai lá para animar o público entre uma atração e outra. “Vou eu e Roger Dee para tocar enquanto sai uma atração e entra outra. Mas vamos ter bons momentos de scratches”, avisa.

Palco Hip-Hop
A programação completa está em http://www.palcohiphop.com.br. Informações: (31) 7812-3322.

PROGRAMAÇÃO

» Hoje
Debate: “A relação do hip-hop com a diáspora negra”, às 19h, na sede do Espanca! (Rua Aarão Reis, 542, Centro). Entrada franca.

» Amanhã
Bambanta convida; Coletivo Nospegaefaz, Evandro Emeci MC Slim Rimografria e Thiago Beats (SP), DJ Junin Bumbep e DJ Edd, às 20h, no Cento e Quatro (Praça Ruy Barbosa 104, Centro). Entrada franca.

» De quinta a sábado
Oficina de grafite e reciclagem e oficina de dança de rua (Escola Estadual Rodrigues, Barreiro). 20 vagas cada uma.

» Quinta-feira
Debate: “A moda e o hip-hop”, às 19h30, no Espaço Cultural Zé Delfino Catarina (Av. Sinfrônio Brochado, 1053, Barreiro). Entrada franca.

» Sexta-feira
Debate: “A pichação e o graffiti na cidade”, às 19h, na PUC Barreiro (Av. Afonso Vaz de Melo, 1.200, Barreiro). Entrada franca.

Duelo de MCs., às 21h, no Viaduto Santa Tereza.

» Sábado
Bate-papo com Cidinha da Silva, às 14h, na PUC Barreiro.Sarau de poesias, às 15h, na PUC Barreiro.

Workshop de danças urbanas e de grafite, das 10h às 13h, no Cento e Quatro.

Balança ZAP Especial, A Corte convida Kontrast, DJlb e DJ Sense, às 19h, no ZAP 18 (Rua João Donada, 18, Serrrano). Ingressos a R$ 8.

» Domingo
Show de encerramento – DJs Nedu Lopes (SP), Roger Dee e Doseph, Monge MC, Arte Favela, CDR Tricaments, Duelo de MCs, Arezona, Brother Soul e Emicida. A partir das 14h, na Av. Afonso Vaz de Melo, em frente à PUC Barreiro. Entrada franca.

Por:Thaís Pacheco
################################################################################################################################

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: