Revolução na venda de CDs


“O iTunes é reconhecido internacionalmente como responsável pela popularização, em outros países, do hábito de consumir música na internet. Se consolidou. Mesmo assim, em mais de uma década, o negócio da música foi revolucionado de tal forma que podemos dizer que o modelo antigo foi enterrado? Não. Mas foi superado por outras formas de ter acesso ao conteúdo digital. Enquanto a indústria ainda define se vai cobrar por faixa, por álbum, ou para que se ouça a música on-line, formou-se uma geração que desaprendeu a comprar música, se acostumou com a idéia de que o conteúdo digital está disponível gratuitamente na internet. É uma situação tão recorrente, que muitos nem reconhecem como ilegal.”
A Pirataria está aí, e não é de agora, mesmo no tempo áureo do Vinil ela já existia, não foi com a chegada da Internet que ele surgiu. E não vai acabar…
A GRANDE explicação para pirataria lembra a resposta de George Mallory quando perguntaram o porquê de ele ter escalado o Everest: “Porque [o Everest] estava lá.
Ninguém entra de graça no cinema “só pra experimentar o filme”, você não pede uma prova num restaurante antes de pedir o prato.
As pessoas querem as coisas de graça, estão acostumadas a elas assim.
Por: Carlos Afonso Souza
professor da FGV
Eustáquio Rocha
#####################################################

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: