Família de usuário terá R$ 900 de ajuda do governo


O governo estadual lançou ontem o cartão Aliança pela Vida, que vai auxiliar famílias de dependentes químicos. O programa, que já ganhou o apelido de ´bolsa-crack´, vai liberar R$ 900 para internações e transporte. Serão beneficiadas famílias com renda mensal menor que dois salários mínimos. O Estado planeja criar também anexos psiquiátricos nos hospitais públicos para os dependentes e pacientes com outros transtornos psiquiátricos.

O cartão, batizado com o mesmo nome do programa de combate às drogas estadual lançado em agosto passado, é um projeto pioneiro no Brasil. “Ele vai permitir a reabilitação de dependentes químicos, principalmente de crack, que são os casos mais graves. Isso evita as internações a longo prazo em clínicas psiquiátricas e reduz o problema da falta de leitos”, disse o subsecretário de Políticas Antidrogas, Cloves Benevides.

Atualmente, Minas Gerais possui 3.000 leitos públicos de internação, mas estima-se que seria necessário o dobro. A orientação do governo é que R$ 800, preço médio de internação em uma clínica particular, sejam gastos com a internação. O restante deve ser gasto com o transporte da família até as unidades terapêuticas para as visitas. “A família é muito importante nesse processo de ressocialização. Por isso, criamos esse cartão também para a família”, disse o subsecretário.

Dentro de 40 dias, cerca de mil famílias das cidades de Teófilo Otoni, no Vale Mucuri, e Juiz de Fora, na Zona da Mata, serão beneficiadas. A partir do ano que vem, o projeto será expandido para outras cidades mineiras. As famílias terão que se cadastrar em clínicas particulares.

Para o doutor em psicologia e especialista em dependentes químicos Valdir Campos, as internações em unidades terapêuticas são um importante meio de recuperação dos usuários de drogas, sobretudo de crack. “Nesses locais, eles têm um atendimento de reabilitação social, diferente de algumas clínicas psiquiátricas em que eles são tratados apenas com medicamentos”, disse Campos.

Sobre os anexos psiquiátricos, o coordenador estadual de Saúde Mental, Paulo Repsold, disse que inicialmente serão criadas enfermarias com leitos para os usuários em hospitais públicos da capital e da região metropolitana. O projeto para a criação dos anexos só deverá ficar pronto no ano que vem, porém ainda não tem previsão para o início das obras.

Reabilitação
Cerca de cem dependentes químicos foram retirados voluntariamente das cracolândias de Belo Horizonte e da região metropolitana neste ano. A abordagem de moradores de rua começou a ser feita na segunda semana de agosto. Eles foram encaminhados a centros de recuperação. O encaminhamento dos usuários ao centros também faz parte do Aliança pela Vida. O programa tem recurso de R$ 70 milhões, frutos de uma parceria dos governos estadual e federal.

SOS Drogas tem ligações recorde
O disque 155 (SOS Drogas), criado para atender quem busca informações ou orientações sobre drogas, registrou um aumento recorde das chamadas nos últimos dois meses. De acordo com o governo do Estado, as ligações apresentaram uma alta de 130 vezes desde a implantação do serviço. Em agosto e setembro, foram registradas 30.354 e 22.099 ligações, respectivamente. Em meses anteriores, a média era de 230 chamadas por mês.
Apreendida 29 vezes
Uma adolescente de 16 anos foi apreendida anteontem pela 29ª vez neste ano após assaltar uma residência na cidade de Periquito, no Vale do Rio Doce. A menor, que é viciada em crack desde os 13 anos, foi pega com um som, um par de tênis e uma prancha de cabelo, que, segundo ela, seriam revendidos para comprar drogas. A jovem ficou conhecida entre os policias pelo apelido de “mulher-aranha” devido à facilidade de escalar muros e telhados para cometer furtos em Ipatinga, no Vale do Aço.

Segundo o sargento Rômulo Dantas, essa foi a primeira apreensão da menor fora de Ipatinga. Após ser pega pela PM, a adolescente disse que “precisava sustentar o vício para viver de alguma forma”. A jovem foi encaminhada para o Conselho Tutelar e liberada em seguida, já que a cidade não possui um centro de recuperação para menores. Para o conselheiro tutelar Élcio Nunes de Morais, a adolescente precisa de tratamento.
Por: NATÁLIA OLIVEIRA
falesuper@supernoticia.com.br
###############################################################################################

6 Respostas

  1. o meu desabafo e sobre esses governantes do nosso brasil que fica inventando moda pra deixar o pais mais na mirra da miserias das drogas ;que so quem tem um ente querido sabe disso o quanto e doido mi desculpe a minha franqueza em falar em vezes de enventar bolsa pra dependente de drogas por nao criar leis ou um sistema pra acabar com os taficantes ;na minha opiniao e so uma lavagem de dinheiro que volta pro governo federal de novo;imaginem as clinicas com o programa do governo so embramacao acorda povo brasileiro;que adrogas e os traficante esta em cada esquina;

  2. Bolsa crack, e que se foda “nosso bolso”! dale brasillll

  3. Pouco ilusório , mas uma tentativa de melhorar as vidas das pessoas. A idéia é ótima o que precisa é que as clinicas sejam menos burocráticas e mais eficiente . Devemos é elogiar o governo por tomar essa atitude, pois o tráfico esta destruindo nossas familias e sociedade…

  4. Um Pouco Ilusrio, No? E Os Dependentes Q Agridem Seus Familiares Para Pegar Dinheiro Deles No Vo Se Sentir Tentados Por Esse Dinheiro? Dar Dinheiro Nada Resolve, Tem Q Abrir Mais Clnicas E O Transporte Para As Familias E Dependentes Serem Gratuito.

  5. Bolsa Familia, Bolsa Bandido,Bolsa Politico, Bolsa Crack… falta mais o que pra levar mais do meu dinheiro em impostos. Enquanto nossas crianças tem uma Educação falida e uma falta de segurança onde não se sabe se tem medo do bandido ou da policia, o transporte é caro e ruim, a gasolina nem se fala.
    ISSO É UMA VERGONHA!

  6. Bom já que é pra deixar um comentario.. Acho muito bom o plano do governo para tentar amenisar o sofrimento das familia é muito dificil ter na familia um depedente , digo isso por experiencia propria, meu marido é dependente de crack, moro na cidade de Ouro Brnco MG, fica 100km de BH, aqui tem duas casas de recuperação a Casa do oleiro e a Comunidade Terapeutica o Bom Pastor. Um dia meu marido resolveu procurar ajuda na Casa do oleiro, não estavamos com muitos problemas depois de ter ido la conheceu outro viciado e de la pra cá tudo piorou isso faz uns 7meses, noites sem dormir contas chegando sem parar e o salario dele indo pros traficates da cidade. Ha alguns dias ele procurou ajuda de novo na Comunidade Terapeutica eles deram pra ele uma folha com pedidos de varios exames pra que ele pudesse entrar pra se enternar teria que passar por uma triagem, acho queve ser pra saber mesmo se ele e viciado mesmo e quer vida boa longe da familia, da filha recem nascida,final da historia ele conseguiu fazer dois exames da lista que passaram pra ele. Ele não conseguiu, acho até que desistiu de tentar se curar pois a burocracia e tantar e conseguir uma pedra é tão facíl que os traficantes sempre ficam com nossos maridos,filhos etc… . Claro que quando começar essa ajuda pras familias vai ter muitos malandros roubando o direito dos outros e é prerigoso os que tem direito nem conseguir a ajuda, assim como eu estou prestes a perder meu marido pros traficantes por causa da borocracia outras familias também devem estar passando pelo mesmo problema, reconheço que força de vontade de ser maior mas quanda a chance vem ela e barrada por papeis. A gora quando um viciado procura ajuda eu entendo que deve se tentar fazer algo de imediato e como os exames pelo sus demoram ate 15 dias pra se obter os resultados só mesmo se agente amarrar a pessoa num canto até o dia da avaliaçao ficar pronta e assim mesmo correndo o risco de não passar na TRIAGEM. Agradeço a opotunidade desculpe se não era bem isso que esperavam más essa é minha opnião. Desculpem os erros. Alexandra T

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: