Roda da vida


Mostra com obras de G.T.O., que será aberta hoje no Sesc Palladium, resgata a significação universal do artista. Em Divinópolis, família trabalha na preservação do estilo do escultor
Por: Walter Sebastião


G.T.O. cultivava cabelos longos por sugestão de seu barbeiro, para parecer “playboy”

A vida é uma roda que se movimenta, fazendo com que as pessoas ora sejam levadas para o alto, ora para baixo. Visão de mundo entalhada caprichosamente na madeira pelo mineiro Geraldo Teles Oliveira (Itapecerica, 1913 – Divinópolis, 1990), o G.T.O.

Ele é um dos mais importantes escultores brasileiros. Foi o homem simples que, desempregado, encontrou na arte um modo de sustentar a família. Vendeu peças nas ruas, viu seus trabalhos em bienais no Brasil e no exterior, ensinou os filhos a cultivar o ofício. Vinte e um anos depois de sua morte, e próximo das comemorações do centenário de nascimento, em 2013, o artista ganha homenagem em Belo Horizonte.

Dezesseis esculturas, mostrando produção dos anos 1960 até 1980, estão em exposição que vai ser aberta hoje, às 19h30, no Sesc Palladium. É mostra completa: trabalhos restaurados, catálogo, documentário com depoimento de familiares e amigos do artista. O local da exposição, em mais uma deferência merecida, ganha o nome de Galeria de Arte G.T.O.

“É obra que tem profundidade de pensamento, linguagem original. Trata-se de poética diferenciada, que convida à reflexão sobre a passagem do artesanato para a arte popular e desta para a arte erudita”, observa Jorge Cabrera, curador geral da mostra. “Gostaríamos que a exposição fosse estímulo à pesquisa sobre o artista, que anda esquecido e merece ser mais valorizado”, acrescenta.

G.T.O.
Mostra Um dia a árvore dos sonhos inopinados: acrobacias, totens, mandalas e oroboros do escultor Geraldo Teles de Oliveira. Abertura hoje, no Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro, (31) 3214-5350. De terça a domingo, das 9h às 21h. Entrada franca. Até dia 22 de janeiro.

Museu G.T.O.

Criada em 2007, em Divinópolis, a Associação de Amigos G.T.O. foi responsável pela elaboração do projeto de revitalização e transformação da casa que foi o ateliê do artista em Museu Residência G.T.O.. A proposta é que no local seja abrigado acervo da família e peças do artista, hoje no Museu Histórico de Divinópolis. Como conta Celma Bosque, gestora do Museu G.T.O., já existe projeto de reforma do local, mas tudo está na dependência da aquisição do imóvel, pela prefeitura. A casa onde G.T.O morou e trabalhou fica na Rua Rubi, 283, Bairro Niterói. No local, trabalham e mostram suas obras Mário Teles, Geraldo Fernandes Oliveira e Milton Marcolino. O trio avisa que o público pode visitar o local, de segunda a sexta-feira, tanto na parte da manhã quanto da tarde.
Veja o Vídeo sobre GTO:


Veja a Galeria de Fotos da Obra do Artista:


####################################################

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: