A pergunta é polêmica. Vale a pena fazê-la para pensar sobre a busca da felicidade pela via da ingestão de produtos com objetivo de produzir bem-estar e ou anestesiar a dor. A dor de existir é o alvo visado pelas modernas indústrias de psicofármacos, faturando alto. Mas essa busca não se resume aos medicamentos, há também o álcool e as drogas ilícitas ou proibidas.