Lidar Com a Frustração Não é Nada Fácil.


Eus-R*

O maior desafio dos dependentes de droga é convencer a sociedade de que eles não são marginais.
As famílias na sua grande maioria não estão preparadas para lidar com as recaídas e com a volta do uso da droga gera muita frustração, tanto da família, da comunidade, da sociedade e principalmente do usuário.
Viciado não é bandido e a dependência não tem cura, mas tem tratamento, que feito corretamente tira muitos jovens e adultos dessa armadilha que é a droga seja ela licita ou não.
A responsabilidade por esse caos não é só do governo, da policia, da instituição, e principalmente da família que ao ficar desestruturada por vários motivos, joga seus filhos na marginalidade da sociedade.
Hoje temos urgentemente de construir um novo conceito de vida para que essas pessoas possam seguir uma nova caminhada.
As pessoas que venceram a dependência tanto do álcool e das drogas sofrem muito com a desconfiança, primeiro da família, depois da comunidade. E aqui eu cito o meu caso, já vou alertando que não quero ser tratado como um coitadinho, que não sou, mas dói muito: Quando estive na minha ultima consulta com minha cardiologista que diante do resultado de um dos meus exames, mais especificamente o “Gama GT”, que mede qualquer alteração no funcionamento do fígado, e minha médica quando eu questionei o por que do resultado estar alterado, ela disparou sem duvida alguma que eu estava consumindo bebida alcoólica, foi quando eu disse a ela que justamente no dia da consulta estava fazendo 4 anos que eu não fazia e continuo não fazendo uso do álcool ou outra droga, e olha que não sou nenhum adolescente, já tenho 56 anos e hoje mais que nunca sei o mal que o uso destas substancias fazem ao organismo humano.
Vejo que o grande desafio do dependente é diário e que não podemos dar importância ao que vão dizer, mas sim que temos que nos manter firmes no projeto de não voltarmos a fazer uso destas substancias, porque, primeiro quem vai sofrer somos nós mesmos e lidar com a frustração não é nada fácil.

Um abraço a todos.
Força e Paz!

Eus-R*

Ps: Não acredite em tudo que escrevo, busque outras fontes de informação e provoque o dialogo em sua comunidade. Não sou e nem quero ser o dono da verdade.

2 Respostas

  1. Muito bkna o texto. tah uma “fase” que vc passou sentiu na “pele” e hoje serve de exemplo para muitos, ate mesmo como prevenção…. Um desafio que muitos lutam com ele hoje em dia….

    Agora essa medica ae quando falou que vc deve ter bebido, não deu vontade de dar uma garrafada na cabeça dela não? ehhehe brincadeira meu querido!!!

    mais tah ae um ” artigo muito importante”! e de ótima utilidade.
    meus PARABÉNS!!!! valew

    Muito mais… Parabéns pelos 04 anos que vc está na batalha!
    que Deus sempre vem a te dar essa força. pra vc vencer cada dia de uma vez!!!

    SineD

    1. Da médica me deu foi pena, mas de lutar contra a dependência não vou desistir não. Obrigado pela leitura e solidariedade, como você vê todos dependem da aceitação, caso contrario fica difícil a recuperação. Um Abraços a todos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: