Tatuagem: Maioria dos estúdios de tatuagem está ilegal


Nem sempre quem procura um estúdio de tatuagem sabe dos riscos que está correndo. Estabelecimentos sem licença e que não respeitam as leis podem acabar gerando infecções, doenças e manchas em clientes desavisados. Em Belo Horizonte, mais da metade dos estúdios estão na ilegalidade – apenas 92 têm registro na Secretaria Municipal de Saúde, e os próprios profissionais da área estimam que existam mais de 200 estabelecimentos em atividade. O baixo número de fiscais para a área acaba permitindo que maus profissionais tragam prejuízos para os seus clientes.

Com apenas 127 fiscais para checar os estúdios e fazer todas as inspeções sanitárias da capital, os tatuadores ficam livres para burlar as normas. A portaria 47/99, que estabelece, entre outras normas, que todos os clientes apresentem atestado médico antes da tatuagem é ignorada. Ela prevê que caberia ao estúdio guardar o documento por, no mínimo, cinco anos. “Nós não exigimos o atestado. Não está na lei”, disse uma fiscal ouvida e que demonstrou não conhecer a lei que fiscaliza. A obrigatoriedade está clara no artigo 8º da portaria.

A médica Ana Cláudia de Brito Soares, que integra a Sociedade Brasileira de Dermatologia, afirma que a falta de informação dos fiscais é resultado de uma sobrecarga de trabalho. “A fiscalização na cidade é precária porque há um número pequeno de funcionários para fiscalizar muita coisa”, diz.

Os próprios tatuadores legalizados reconhecem que a lei não é cumprida não só pelos clandestinos. Segundo eles, isso acontece porque as exigências “estão fora da realidade”.

“O que eles pedem é inviável. Se fôssemos exigir atestado, imagina quantas pessoas deixariam de se tatuar? Essas regras foram criadas por quem não tem nenhum conhecimento de tatuagem”, argumenta o presidente da Associação dos Tatuadores e Piercings de Minas Gerais (Atap-MG), André Matozinhos.

No entanto, a médica Ana Cláudia Brito alerta para o perigo da falta do atestado médico. “O tatuador precisa saber se o cliente é saudável para se precaver em caso de contaminação em um acidente de trabalho”.

Barato pode sair caro para os clientes

Arrependimento. Para economizar, Leonardo Régis optou por um estúdio improvisado; tatuagem não agradou e ele terá que refazer serviço
Sem uma fiscalização que iniba o descumprimento da lei e diante de profissionais que passam por cima das determinações, os maiores prejudicados são os consumidores. É o caso do webdesigner Leonardo Régis, 31, que tatuou o braço. Após buscar vários estúdios, ele optou por fazer a tatuagem com um amigo em uma loja improvisada.

Para ajudar a divulgar o trabalho do tatuador, o serviço saiu de graça. “Fiquei tentado porque não ia pagar”, conta. O resultado foi um desenho com linhas irregulares e falhas. “Preciso corrigir isso, o que deve me custar até R$ 500. Fazer experiências com meu próprio corpo? Nunca mais”, garante.

Lei
E a falta de atestado não é a única lei descumprida. A portaria define que tatuar orelha, nariz e órgãos sexuais é proibido. O presidente da Associação dos Tatuadores e Piercings de Minas Gerais (Atap-MG), André Matozinhos, confirma que a norma é descumprida. “Só não tatuamos a mão e os órgãos sexuais”, declara. A reportagem procurou cinco conhecidos estúdios de tatuagem na capital e, durante as negociações, nenhum pediu atestado médico. (RRo)

###############################################################################################

2 Respostas

  1. Lei?…..no Brasil?….KKKKKKKKKK…só pode ser brincadeira…os que fizcalizam os studios, além de serem completamente leigos no que se refere a tatuagem são aqueles que teriam obrigação de vistoriar os hospitais publicos onde morre mais gente do que numa guerra…..Não da pra acreditar que os politicos safados que fizeram tais exigencias ainda estejam soltos mesmos após roubarem que nem loucos e sem fazerem nada pelo sistema publico de saude….agora querem ganhar mais com o comércio de receitas medicas…..é o fim….Brasil realmente é terra de ladrão mesmo….

  2. Eu acho que tambem deve-se preocupar com as u.p.a.s ,que trata pessoas como se fosse bicho irracional ;Achando que estão dando atendimento qratis,
    esqueceram que gerações pagaram inss , já tá pago a muito tempo o atendimento incopetente de medicos mal formado e de pessoas mal remuneradas ,acho que deve prestar mais atenção em outras determinadas leis no qual está na legislação que veio bem antes destas que quer beneficia classe com certas pre consultas medicas.

    Á tatuagem tá em auta ,vaí tatuar pra ganha tambem! É não fica testando a saúde dos outros com diaquinostico do achismo e oportunismo via comunicação bla bla bla bla….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: